Petit gâteau

Gatinho
(ou Extra! Extra! Bolinhos de chocolate deliciosos
querem conquistar o mundo!)


Itaipava. Confraria da Comida. Em meio a aproximadamente 35 toneladas de comida extremamente gostosa, nosso esnobe consultor gastronômico Sandro decidiu somar à sobremesa um tal bolinho de chocolate metido à besta.
Após estômagos estufados por frangos recheados, arrozes cheirosos, abobrinhas e vinhos espumantes de mulherzinha, veio o tal petit gâteau, o bolinho. Nada a declarar a respeito da experiência única. E olha que ele assou demais. Bolinho ardiloso, cheio de truques!



De sua origem, conta-se que um cozinheiro bem chique (é chef que chama) resolver fazer um bolinho superconcentrado de chocolate, mas se distraiu e assou-o em forno muito quente. É de domínio público que forno muito quente só assa por fora, deixando o interior do assado cru. No caso do gâteau, deixou um recheio cremoso que de tão bom não devia ter seu consumo permitido para as massas, só para membros da realeza de sangue azul escolhidas pelo grande mago da sabedoria e possuidoras de uma estrela dourada na testa.
Acontece que agora o próprio petit gâteau é de domínio público. Uma afronta. Como eles esperam que eu resista a uma delícia supercalórica e prazerosa se a espalham por todas as esquinas do universo?
Eu não estou brincando. Há alguns meses, nossa pequena região metropolitana não podia nem sonhar em provar tal iguaria. De repente, todos os restaurantes, sorveterias e Habib's serviam o bolinho, desde Jardim da Penha ao longínquo grande Ibes.
Servido bem quente e acompanhado por uma bola de sorvete de creme e calda quente de chocolate, o petit gateau segue desapercebido o seu plano maligno de conquistar o mundo e destruir todas as formas de vida terrestres que não possuem chocolate em sua composição corpórea. Eu poderia denunciar tal manobra e tentar salvar o mundo. É, eu poderia. Mas infelizmente percebi tarde demais o imenso poder do inocente bolinho de chocolate. Eu estou sob o seu comando.

Receita na Revista Gula

Publicado em O Boteco

Nenhum comentário: