The soup nazi - Seinfeld

"He's not a nazi. He just happens to be a little eccentric. Most geniuses are"
Kramer

Seinfeld. A melhor série sobre o nada. No longínquo outubro de 1994 é apresentado um dos personagens mais absurdos de todas as temporadas (e olha que o páreo é duro): the soup nazi.
No episódio homônimo, Kramer descobre um lugar que vende as melhores sopas do mundo, mas o dono esquentadinho às vezes decide que você não merece sopa, e você sai com as mãos abanando. Todos se enforçam ao máximo para não contrariá-lo, seguindo à risca as regras:
1 - Entre e vire para a direita;
2 - Peça sua sopa, tendo antes decidido o sabor e não fazendo comentários;
3 - Coloque seu dinheiro no balcão e vá para a esquerda;
4 - Pegue sua sopa e fique calado.
Erro cometido, como perguntar o que tem no cardápio, decidir na hora o que você quer ou pedir pão, vem o castigo: "No soup for you! Next!".
De acordo com os caras no episódio, tudo valia a pena para poder saborear a sopa fantástica. Mas Elaine, destemida, enrola na fila e ainda diz ao soup nazi que ele parece com o Al Pacino (Who-ah! Who-ah!). Coitada... "No soup for you! Come back one year! Next!".
O personagem do Seinfeld foi inspirado no iraniano dono do Soup Kitchen International, Ali "Al" Yeganeh. Parece que o cara não é muito simpático, e briga mesmo com quem desrespeita suas sopas. Lógico que ele não gostou muito de ser sacaneado em rede nacional, e ameaçou processar o programa caso o personagem aparecesse de novo. Al disse que o episódio colocou medo nos clientes, que achavam que ele ia matá-los. Mas eles continuavam aparecendo. O ser-humano é um bicho estranho...

Incompreendido por quase todos, o nazista do Seinfeld sofria por suas sopas, exigia perfeição, e não podia esperar menos de seus clientes. Respeito. Apenas Kramer entendia sua aflição, e como prova de amizade o soup nazi deixa o malucão levar um armoire para Elaine. Kramer ficou de vigiar o armoire que Elaine comprou, mas deixou que esse fosse roubado. Ao examinar o novo armoire, Elaine acha escondidas nele as receitas das sopas secretas e maravilhosas. Ela vai até a loja do nazista e é a vez dele não ganhar sopa... É o fim do soup nazi, que distribui a sobra das panelas e vai embora para a Argentina.
Um grande episódio. Vale a pena ver todo o resto do Seinfeld até chegar nesse. Vale a pena ver todo o resto de qualquer jeito: Canal Sony, 14h e 23h. Não foi testado, mas tem site que promete o download.
E como forma de solidariedade à Elaine, única mulherzinha de Seinfeld, e única capaz de desafiar o cara, eu também revelo o segredo do nazista da sopa!! Copiem agora as receitas: indian mulligatawny soup, cream of sweet potato soup, crab bisque (light!) e mexican chicken chili. Em inglês, mas imperdível. O que, tá com preguicinha de traduzir? No soup for you! Next!

Caso passe por Nova York:
Soup Kitchen International
8th Ave. and 55th St.
259A West 55 Street NYC

5 comentários:

Morgana disse...

Talvez por eu ser enjoada mesmo eu nunca gostei de Seinfeld. Prefiro Friends, Frasier e Will and Grace.
Mas me parece que as sopas são boas.

Morgana disse...

Ah, posso tb dar sugestões de restaurantes para avaliação?
Com certeza vc já os conhece, mas fica a dica: Oriundi (ao lado do Leonardo da Vinci), Azzurra (antigo Fantasma da Ópera, em JP), Suá (em frente à cruz do Papa), Spetacollo (em Sta. Lúcia), Bar do Luca (Jardim da Penha). Se quiser "testar" mais, tem tb os restaurantes de hotel, que raramente oferecem boa comida, e a preços nada modestos.
E quanto ao Rancho da Empada, foi dissidência do Empório da Empada, pois os donos se separaram. As receitas são as mesmas.
Ps: e desculpa se a intenção do blog não for essa...

Anônimo disse...

Joana, adoro esse episódio. Aliás, adoro todos.

Carol

joana pellerano disse...

Morgana,
a idéia é essa também. É falar sobre todas as coisas relacionadas com gastronomia, incluindo os restaurantes, mas não ficar só presa a isso.
Quanto a restaurante de hotel, te sugiro o Atol, em Jardim da Penha, que não é tããããão barato mas o prato é bem grande (dá pra duas pessoas, eu acho) e as massas feitas pela dona são maravilhosas.

Anônimo disse...

Jo,
finalmente pude ler o artigo!
Só posso dizer: NEXT!!!!
bjs
Mel