Os sabores da Sicília

Poderosa chefona

A Sicília é uma ilha em forma de triângulo bem na ponta da bota italiana. Seus 25 mil quilômetros de extensão são repletos de contrastes naturais e possuem montanhas e um esplêndido litoral. Do alto, o Etna – monte vulcânico visível de praticamente toda a ilha – observa seus 5 milhões de habitantes falastrões, e gulosos.
Como bons italianos, os siciliani gostam da boa mesa e celebram tudo com muita comida. Assim ensina o livro "Os Sabores da Sicília", da chef Maria Montanarini, siciliana de Messina que chegou ao Brasil com os pais e irmãs no início da década de 50.
No livro, a autora conta um pouco de sua história. Professora em seu país, só aprendeu a cozinhar quando se casou. O pai, cozinheiro criativo, e a sogra foram os instrutores e, com o tempo, a boa aluna e sua irmã resolveram abrir um restaurante, o Il Garòfano Rosso, em São Paulo.
Em 1987, Maria tornou-se sócia e chef da Casa Europa, onde criou um festival anual dedicado à alcachofra. Ela foi pioneira no uso do vegetal como prato principal, e a responsável por sua presença nos cardápios da capital paulista.
Esse é o terceiro livro da autora, que também escreveu "Sapore di Sicilia", com 90 receitas, e "Il Carciofo – A Alcachofra", com 65 receitas.
A iguaria está presente em várias das 152 receitas sicilianas documentadas no livro, bem divididas em entradas (que incluem sopas e saladas), arroz e massas, carnes (incluindo aves, peixes e frutos-do-mar), molhos e sobremesas.
Marcas acinzentadas nas páginas e um índice organizado facilitam a consulta, transformando o livro numa eficaz fonte para cozinheiros mais bagunceiros.
As receitas também contam com dicas da chef (como dessalgar o bacalhau ou tirar a pele do pimentão, por exemplo), toques pessoais e curiosidades, explicando os pratos típicos, quando eles são feitos e porquê.
O livro, que teve a orelha escrita pelo jornalista Sílvio Lancellotti, possui mais duas partes que dão uma ótima aula para os interessados na região. Em uma delas, a menor, o jornalista J. A. Dias Lopes assina a "Carta dos Vinhos Sicilianos", e fala principamente sobre o Marsala, vinho doce típico que se assemelha ao Porto e ao Madeira.
E, por fim, há uma caprichada aula sobre a região com a jornalista e historiadora Marcia Camargo. É um grande passeio pela ilha, com história, geografia, economia, política, comentários sobre festas (e são tantas!), artes, máfia e gastronomia, claro.
Há também um pequeno histórico sobre as principais cidades, como Enna (famosa pela carne de porco e pelos queijos pecorino e piacentino), Marsala (notória por seu vinho típico), Messina e Palermo (terra do peixe-azul – sardinhas, arenque e cavala - e do cannoli).
Os ingredientes típicos da rica Sicília também merecem destaque. Alcaparra, alho, azeite, tomate, berinjela, limão, orégano, brócolis e alcachofra recebem perfis com ares de enciclopédia.
Tudo isso ainda é acompanhado de oito páginas com fotos de paisagens, pratos e ícones da Sicília. Todo o cuidado da autora e de seus colaboradores faz da obra uma referência da deliciosa e variada gastronomia siciliana, de sabores antigos e aromas refinados.
Para quem ficou com água na boca, um pequeno pedaço do sabor da Sicília pode ser degustado na receita abaixo.




Risottu Sicilianu

Ingredientes:

4 alcachofras
suco de 1 limão
6 colheres de sopa de azeite de oliva
1 dente de alho cortado em lascas
1/2 cebola cortada em rodelas
3 filés de aliche
40 g de manteiga
180 g de arroz
1/2 copo de vinho branco seco
100 ml de caldo de legumes
1/2 xícara de queijo pecorino ralado
sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

Limpe as alcachofras, separe os fundos. Corte-os em tiras e ferva-os em água com o suco de limão.
Em uma frigideira antiaderente coloque o azeite e doure o alho e a metade da cebola. Junte os filés de aliche, esmagando-os com um garfo.
Adicione as alcachofras cortadas e escorridas, o sal e a pimenta. Cozinhe por 15 minutos em fogo baixo.
Em uma panela, coloque o restante da cebola, 20 g de manteiga, uma pitada de sal e 1/4 de copo de água. Deixe cozinhar por 10 minutos.
Depois, junte o arroz e deixe tostar por 2 minutos. Acrescente o vinho e mexa até evaporar. Junte o caldo de legumes e deixe cozinhar.
Quando estiver quase al dente, acrescente a manteiga restante, as alcachofras e o queijo pecorino ralado.

Tempo de preparo: 40 minutos
Rendimento: Serve 4 pessoas


SERVIÇO: 'Os sabores da Sicília', livro de Maria Montanarini, 268 páginas, Editora Senac São Paulo.

publicado em A Gazeta

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Joana! Esse livro é muito legal. Já tive oportunidade de folheá-lo. Ah, parabéns pelo trabalho sobre jornalismo e gastronomia. Achei bem interessante. Um abraço! Lara
www.depositodamasco.blogger.com.br
www.sobresites.com/culinaria/

joana pellerano disse...

Lara,
Obrigada.
E parabéns pelo guia, muito bom mesmo. Entrou pra lista "Leituras nutritivas" aí do lado.
Beijo.