Famiglia Mancini

Supra-sumo da paulicéia

Nada é mais São Paulo, a meca das opções, que uma ruela tortuosa abrigando quatro restaurantes, todos da mesma pessoa. E renomados, os quatro. Assim é a Avanhandava, no centro de Sampa, rua onde se emparelham Walter Mancini Ristorante, Pizzaria Avanhandava 34, Camarim 37 e Famiglia Mancini, as casas do Walter Mancini. Foi nessa última que eu fui jantar com amigos.
A alegre fila de espera na porta, de gente bebendo vinho e beliscando queijos e azeitonas em plena calçada, é uma recepcionista curiosa. Dentro, o que te espera é over, kitsch e aconchegante, tudo de uma vez. Tudo é muito: a decoração em cada cantinho, com paredes completamente cobertas de fotos, pinturas e espelhos; do teto caem garrafas, barcos e grandes queijos italianos; cada cadeira traz o nome de quatro celebridades que comeram por ali.
O cardápio também é pesado, abarrotado de opções interessantes, pratos bem italianos, da mamma. Fiquei com o Fettucine alla San Marco (com filé mignon em tiras ao creme de funghi), uma escolha popular e fácil, mas nada boba.
Muita, muita comida surgiu na minha frente, o suficiente para três sem almoço. Um excelente vinho, servido em taça, acompanha. A massa é fantástica, o molho, suculento, é perfeito, não tem o que tirar nem pôr.
Apesar de estufados, pedimos sobremesa. Falta de juízo que valeu a pena: torta três musses de chocolate e tiramissu. Café. E aí a conta, que sai em média a R$ 35 por pessoa, e não é barata, mas é justa. E a casa oferece ainda coloridos cartões postais e o selo para você matar de inveja quem não foi com você.
Comida, clima e serviço fazem da Famiglia Mancini um programa inesquecível. Uma grande (grande!) dose de São Paulo na veia. No estômago, que é onde importa mais. Esse Walter Mancini sabe das coisas de restaurante. E olha que ficaram faltando três...

Um comentário:

Anônimo disse...

A Família Mancini é mesmo dez!! Comida italiana!! Hmmm!!