Um amor para toda a vida

Por muito tempo mantive un preconceito horrível contra todo e qualquer tipo de queijo forte. Culpa do parmesão ralado de pacote, história contada e recontada vezes sem fim. Mas com o tempo me libertei dessas idéias menores e aprendi o quão divino é um queijo curado, guardadinho ali até seu ponto de maturação perfeito, até ser grande no sabor e na textura, até ser tudo o que pode ser. E achei por bem que o próprio parmesão seria minha melhor referência na categoria, em homenagem a nosso passado conturbado de pré-julgamento e injustiças.
Depois de passear pelos parentes italianos do parmesão, que nos chegam mais facilmente ao Brasil, estava ansiosa para conhecer as "variedades" espanholas, e provei tudo quanto foi queijo quando cheguei.
E no meio estava o salgadíssimo mahón. Assim meio tímido, sem fazer alarde, o mahon vem com nome, sobrenome e DOP (Denominación de Origen Protegida) de Menorca, a ilha mais come-quieta das Baleares, feito com leite cru e fresquíssimo de vaca frisona, podendo ser misturado com até 5% de leite de ovelha menorquina. Avassalador. Comi e comi até quase roer a casca, e saí feito louca pelas queijarias vizinhas a ver se encontrava mais só para garantir sua presença em casa, pro caso de me dar uma vontade louca às três da manhã.
Um vendedor, me olhando como quem olha guiri que se engana no espanhol, se assustou com meu pedido. "Certeza que não quer o mató?", tentou me empurrar um queijinho fresquinho de mulherzinha. "É o mahon mesmo, amigo. Gosto muito". O homem abriu seu melhor sorriso catalão, convencido. "Esse é um queijo difícil de agradar. Se você gostou, prepare-se para não esquecê-lo mais. O mahon é um amor que dura toda a vida".
Conformada com o meu destino, comprei logo um inteiro, ficando sem tostão para o vinho que vinha de acompanhante. Mas quando a gente ama nada mais tem importância...

Um comentário:

Silvia disse...

Sabe do que lembrei? Do dia em que coloquei parmesão rlado, de pacotinho, na minha salada, no restô da Gazeta, e você quse vomitou! uhauhauhauha tapou o nariz e falou: que fedor, como você come isso??? auhauhauhauha

P.S: Adorei o blog! Falar nisso, nunca mais vamos reativar aaaaquele nosso, não?! Esqueci meu login e minha senha!

Bjs