Guacamole

"É pra comer com açúcar ou bater com leite?", me perguntou o atendente do supermercado quando eu pedi ajuda para escolher um abacate. "Pra comer com sal, na verdade", confessei. Ganhei uma cara feia de resposta, e tudo culpa do meu vício por guacamole.
Quem manda morar no Brasil? Fosse em qualquer outro país do mundo a idéia de misturar o abacate com pimenta e temperinhos seria muito bem aceita, mas pra gente abacate é fruta, então é doce. Ainda que tomate seja fruta.
Fui apresentada ao guacamole num restaurante mexicano, mas meu vício começou na temporada espanhola. Lá aquele abacate pequenininho, que tem mais sabor que o nosso grandão, não custa caro, e tem Doritos sem colorantes, com gosto de tortilla de milho de verdade. Era fácil que só passar na fruteria, onde um colombiano sorridente escolhia os frutos de acordo com o dia em que eu pretendia consumi-los. E o Doritos custava um euro, quando nada mais custava um euro.
O preparo é estúpido. Corte o abacate no meio, reserve o caroço, separe a polpa e amasse com um garfo. Sal, pimenta, suco de limão, cebola e tomate picadinhos: guacamole a mi manera! Coentro e alho valem, fica a gosto. Mexicanos gostam com cebola, tomate, suco de limão e coentro. Chilenos só com sal e pimenta do reino branca. E só com sal e um pouquinho de azeite vira uma beleza de maionese no sanduíche de alface, tomate, peito de peru e queijo branco. Ah: se não for comer na hora, coloque o caroço junto com o creme, porque senão ele fica preto e feioso.
Quando cheguei de volta, fui atrás do abacatinho. Tem, mas custa caro. Aí fiz o teste com o abacatão, e quebrou o galho muito bem. Só falta o Doritos que não deixa a mão colorida...

2 comentários:

Luciana Pascarelli disse...

Também sou viciada em guacamole! E também vejo as caras feias de "credo" quando apresento essa iguaria às pessoas. Bem... Azar o delas!

Quanto ao taco ou tortillas, recomendo comprar no Pão de Açúcar ou em alguma loja que venda produtos importados. Os tacos vêm numa caixinha vermelha e a tortilla num pacotinho. Garanto que não deixa a mão colorida como o Doritos!

joana pellerano disse...

É, eu já encontrei em alguns supermercados por aqui (em Vitória não tem o Pão de Açúcar, snif), mas custa umas cinco vezes mais do que meu Doritos sem colorante... Aí não entra na categoria "comida barata para todos os dias"...