Pescadito

Quem vai visitar Barcelona nessa época do ano pode se preparar. Não são só temperatura e passagens aéreas que sobem loucamente com a chegada do verão europeu. Graças à Nossa Senhora dos Bons de Garfo, a qualidade e o tamanho das sardinhas seguem a onda.
Ir toda semana ao La Plata desde meados da primavera até o escaldante agosto é uma ótima (e barata) maneira de acompanhar a evolução da estação das sardinhas. Elas vão ficando maiores e mais deliciosas quase a cada minuto, e o bar é uma instituição no quesito "fritar à perfeição", deixando os peixinhos tão crocantes que você pode comer tudo, espinha, cabeça.
O La Plata é tão bom nisso porque não sobra muita coisa para distrair o cozinheiro: o bar não tem cardápio e serve só pa amb tomàquet (pão com tomate, azeite e sal); pa amb butifarra (pão com linguiça catalã); saladinha de anchovas, tomate e cebola (divina!) e as sardinhas famosas. E são tão famosas que os clientes escrevem poemas sobre elas, lhe pintam retratos, e essas obras de arte decoram as paredes do estabelecimento.
Mas a lição mais incrível ensinada pelo bar é a da hospitalidade. Lembra a lenda do Cheers, o bar em que todo mundo sabe o seu nome? No La Plata os frequentadores de toda la vida tem seu prato de sardinhas e copo de vinho esperando no balcão antes mesmo de atravessar a rua para entrar no bar. É um carinho disfarçado que dá uma inveja danada quando comparamos com o serviço em terras brasileiras.
O La Plata fica na Carrer Mercè, 28, Barcelona. No inverno você quase nem repara nas portinhas coloridas. Mas no verão a coisa muda. É tanta gente se acotovelando pelas sardinhas e apoiando um copinho de vinho na calçada que não tem como errar. Se passar por lá e não parar, não me conta. Eu não sei do que seria capaz..

3 comentários:

Bruna do Gourmandisme disse...

Viajar é tudo de bom mesmo, né?

Aproveito para te convidar à participar do sorteio lá no meu blog, o Gourmandisme: uma cesta de chocolates da Hershey's! beijos

Luciana Betenson disse...

Amei a dica Jo!

Joana Pellerano disse...

Obrigada, Lu!