O maravilhoso mundo do Twitter

Semana passada falei dele. Mas não fui elogiosa o suficiente. O Twitter é a melhor coisa de todos os tempos pra se fazer online. Pra quem gosta de comida então... um prato cheio (âhn, entendeu? prato cheio. entendeu?).
No Twitter nós podemos acompanhar as descobertas de nossas personalidades comilonas preferidas. Eu sei o que ruthreichl fez no verão passado. Aliás, sei o que ela fez sábado passado, aqui no Brasil (velejou, comeu camarão grelhado, exagerou na caipirinha). Enquanto isso, E madame GailGreene viu Julie & Julia na premiere e adorou.
No Twitter nós podemos conversar com nossas personalidades comilonas preferidas. Eu fui reclamar que RobertaSudbrack - aquela que cozinha pro casal FHC - andava insistindo demais em convidar a Ruth pra ir visitar o restaurante dela. Aí a própria Roberta me respondeu, dizendo que era tiete. Foi divertido.
No Twitter podemos receber dicas legais e compartilhar vontades com desconhecidos. Por exemplo: graças ao alhoepassas, sei que o pirarucu do Lá em Casa é bárbaro; e marcelokatsuki contou que o mais leve e saboroso wantan frito de São Paulo é o do Taizan.
O conhecidos também se revelam. marquessandro não tinha me contado pessoalmente o quanto lámen é a oitava maravilha do mundo. E evelies fica me atualizando sobre as novidades de Vitória (diz ela que lá tem até risoteria agora. Será?).
Como se não bastasse, o Twitter ainda nos abastece de micro receitas (microrreceitas?). cookbook, tinyrecipes e 140_Recipe enfrentar o desafio de reduzir as receitas em fogo baixo e tranformá-la em bulas de 140 caracteres. Incrível.
É por essas e outras que me irrito quando alguém me pergunta pra que serve o Twitter. E me irrito mais ainda quando não consigo explicar satisfatoriamente. O Twitter, meus amigos, serve para a gente se divertir. E isso elimina toda a necessidade de explicações...


9 comentários:

Melissa S. disse...

Para que serve se divertir no Twitter? hahahahahaha

Alhos, Passas e Maçãs disse...

Joana,
obrigado pela citação.
Mas faço um reparo: tudo no Lá em casa é ótimo. Pirarucu, filhote, pato e, principalmente, a inesquecível maniçoba, que quase me matou de tanto que comi...
Paulo Martins fazia, desde muito antes de toda a gente, as inovações que hoje se tornaram recorrentes.
Beijos!

Sandro (Um Litro de Letras) disse...

Como não contei pessoalmente? Não só contei como te levei lá!!!

Mariana disse...

Sempre leio aqui, assino o feed, mas raramente comento.
Só que hj fiquei curiosa pra saber sobre a risoteria aqui em vitória.
bj

joana pellerano disse...

Alho e Passas: Vou lá urgente!
Sandro: Só contou depois que eu comentei seu fanatismo online pelo lámen!
Mariana: Diz que chama Risoteria Oliva. Não sei ondde fica, mas aposto que é na Praia do Canto. Tudo é na Praia do Canto...

Juli disse...

Joana, concordo com vc plenamente...eu sempre acompanhei alguns blogs/sites e afins desse mundo da comilança, mas com o twitter além de ficar sabendo muito mais sobre minhas personalidades favoritas (e também sobre meus anônimos favoritos), acabei conhencendo outros blogs e pessoas que estão se tornando meus favoritos, asim como o seu!
Abraço!

joana pellerano disse...

Juli,
Adorei! Volte sempre e apareça no Twitter pra eu saber como te encontrar: http://twitter.com/joanapellerano

Reinaldo disse...

Joana,
Adorei o blog.
Encontrei no blog do sandro.
Fave!!!

joana pellerano disse...

Oi, Reinaldo.
Venha mais vezes!
Joana