Pelados pelo vinho francês



Todo mundo já ouviu falar do aquecimento global e dos perigos que o fenômeno representa para o futuro do planeta. Mas isso tudo fica muito distante até um exemplo mais real nos atingir na cabeça. O aquecimento global, saibam, podem acabar com o mundo do vinho como conhecemos hoje.
De acordo com um estudo divulgado pelo Greenpeace no final de setembro, o aumento de temperatura coloca em risco a região da Borgonha, uma das produtoras de vinho mais tradicionais da França. De acordo com as previsões mais pessimistas, a região pode sofrer um aumento de temperatura de até seis graus, o que seria fatal para a delicada pinot noir, uva mais representativa de lá. Atualmente o calor já vem acelerando a colheita - foram 15 dias mais cedo na safra deste ano. Aí aparecem mostras do dano: dizem que os Borgonha já andam diferentes, com álcool e açúcar demais.
Para alertar a população sobre os perigos do calor exagerado, entrou em cena o famoso fotógrafo norte-americano Stephen Tunnick, que adora retratar multidões nuas. Em parceria com o Greenpeace, ele clicou 700 ativistas, que posaram nus por entre os vinhedos.
As fotos foram feitas no sábado, dia 3, e dão o tom da próxima reunião do Global Leadership for Climate Action (GLCA), entidade que reúne representantes de mais de 20 países para discutir formas de desacelerar o aquecimento global. A reunião acontecerá em dezembro, em Copenhage, Dinamarca.

4 comentários:

Melissa S. disse...

desculpa, mas apesar de ser uma fã incondicional dos seus texto, o melhor desse post é definitivamente a foto :)

joana pellerano disse...

Concordo plenamente!!!

Pierre Corneille disse...

Parabéns pelo blog. Confesso que não sou muito do tipo enólogo, mas nào quero que os vinhos acabem ou piorem.
Comecei meu blog de receitas há pouco e já te linkei lá.

joana pellerano disse...

Oi, Pierre.
Teje linkado :o)
Joana