Jornalismo gastronômico: às vezes é difícil de engolir

E ó só a palestra que eu dei no Mesa Tendências no site da Prazeres da Mesa:


Jornalismo gastronômico: às vezes é difícil de engolir
Kike da Costa 

A jornalista Joana Pellerano comandou no congresso Mesa Tendências uma discussão sobre jornalismo gastronômico dentro da programação paralela do evento. Ela provocou risos na plateia ao lembrar que jornalista é aquele que é pago para separar o joio do trigo e, na sequência, publica o joio.
Com a oferta gigantesca de opiniões e resenhas de restaurantes na internet, a crítica gastronômica tradicional vive uma crise de credibilidade. Muita gente fica confusa e não sabe se dá mais peso à palavra de críticos especializados e isentos de revistas e jornais ou se confia no que lê em blogs, sites e redes sociais. A conclusão, após muito debate, é a de que é simplesmente impossível controlar o que é publicado, mas é possível educar o leitor para que ele saiba distinguir as informações de qualidade daqueles textos subjetivos e sem critérios claros que povoam a web.
"A gastronomia deve ser tratada como um assunto sério pelos jornalistas, assim como outros temas e assuntos que gozam de mais prestígio, como a política e a economia. O jornalista dessa área tem de privilegiar a informação bem apurada, precisa ter um bom repertório no paladar e no vocabulário, deve ser objetivo e, acima de tudo, responsável", resume Joana. "Na internet, existe muita opinião e pouca informação".
A programação paralela do Mesa Tendências, que acontece até o dia 28 no piso superior do Centro de Convenções do Senac, em São Paulo, tem uma série de eventos gratuitos coordenados por chefs, jornalistas e profissionais ligados de alguma maneira ao universo da gastronomia. Em palestras para pequenos grupos, eles abordam temas relativos à sustentabilidade num tom bem informal.

3 comentários:

falandoabobrinhas disse...

Parabéns Jo!! Que bom ler uma crítica boa à sua palestra! Muito sucesso!

Vitor Hugo disse...

Pena que não conseguimos conversa sobre o tema! Eu estando do outro lado, olho a questão com outro viés, digamos. Mas vamos discutir na próxima vez, :)

joana pellerano disse...

Lu, obrigada!
Vitor, manda email!