Aposentadoria

Era uma vez um trailler que virou diner art deco em 1948 em Nova Jersey. Por 44 anos, o 11th Street Diner serviu café fraco, torta e frango frito e enfrentou os invernos gelados do norte dos Estados Unidos. No início da década de 1990, ele resolveu se aposentar. Era hora de ter seu próprio tempo, sabe como? E, igual a todo aposentado americano, ele correu para a Florida.
O diner foi transportado inteiro, com tudo dentro, para o número 1065 da Washington Avenue, em South Beach, a duas quadras do estúdio de tatuagem que virou estrela no reality show Miami Ink. E ganhou uma bela sobrevida num dos bairros mais turísticos de Miami.
O 11th Street Diner fica aberto 24 horas e serve café da manhã, almoço e jantar na hora que você quiser. Um desbunde de milk shake às 9h; ovos, bacon e panqueca com maple syrup às 17h e cheesecake às 3h.
Descobri o lugar quando procurava um canto que servisse em pleno agosto o prato típico do Thanksgiving, ou Dia de Ação de Graças, comemorado no fim de novembro. No 11th Street Diner tem a combinação peru+purê de batatas+cranberry sauce 365 dias por ano, sem falhar. É um pratão com o peru assado e suculento, purê cremoso, vegetais salteados e o adocicado molho de cranberry que faz um bem danado pelo conjunto da obra.
A porção é generosa como manda a tradição, e o cenário é inspirador. Não fosse o sol brilhando lá fora e os corpinhos bronzeados cruzando a janela, eu ia mesmo achar que estava numa tarde fria de outono dando graças pela colheita lá pelo interior de Massachusetts. Tinha até uma garçonete levemente mal-humorada murmurando um “do you want any more coffee, honey?” para o cara no balcão.
Esse é o tipo de experiência que quem viaja para os Estados Unidos procura (mesmo que não assuma): a cena do filme. Nem sempre você consegue, ainda mais em um lugar tão forçado quanto Miami. Mas ali, em plena South Beach, ela custa só um café.  


2 comentários:

Melissa disse...

Eu quero pumpikin pie agora! Melhor que isso: eu quero o pumpikin pie non-cheese cake do Sun in Bloom no outono de NY agora!
Você, sua malvada, despertando desejos reprimidos de minha alma vendida para as referências pops americanas ;)

joana pellerano disse...

Haha, ninguém resiste! :)