Calamares a la madrileña

 Da primeira vez que visitei a Europa, a Espanha foi meu país preferido. Tanto que voltei para ficar um tempinho mais. Mas Barcelona, onde escolhi morar na minha temporada ibérica, não foi a única cidade que chamou minha atenção. Madri, a capital, é singular, cheia de particularidades charmosas que te fazem querer voltar e voltar.
Há quem se apaixone pelo Prado, pela Puerta del Sol, pelo passeio na Gran Via. Tem ainda o clima europeu e as pessoas bem arrumadas, andando depressa pelas calçadas históricas. Há o espanhol com sotaque agradável. Mas eu, à primeira vista, me encantei pelos calamares a la romana.
Os tais são anéis de lula empanados que nasceram para fazer companhia a tardes ensolaradas e copos de cerveja. Claro que amei todas as tapas, mas me enganchei pelas rodelinhas sequinhas; a casquinha crocante escondendo o recheio branco, macio.
Tão bom que na minha cabeça, ganhou uma categoria extra: existem as tapas, e existem os calamares a la romana. Eu não podia deixar aquilo ser apenas mais um petisco na terra dos petiscos... Voltei com saudades doídas dos calamares.
Na segunda vez que visitei a Europa, descobri que Madri concordava comigo. Tanto que resolveram combinar os calamares com pão (o elogio maior da comida espanhola: merecer a companhia do pão). Em todas as cartas da Plaza Mayor, um dos points mais turísticos de Madri, estão os bocadillos de calamares, sanduíches recheados com o tal tira-gosto de que eu gostei tanto.
Para nós no Brasil isso de pão recheado com empanado não pegou muito, mas no resto na América do Sul e por aqui faz o maior sucesso. E deveria: é uma delícia.
Essa é a hora de deixar o turista que existe em você sair para respirar: encoste no balcão de um dos bares da Plaza e fique observando o movimento enquanto mastiga seu bocadillo. Dê um gole na cerveja gelada. Repita. Tem coisa melhor nessa vida?



2 comentários:

Virginia lucia domingues disse...

É VERDADE.... NÃO EXISTE COISA MELHOR DO QUE CURTIR UM MOMENTO COMO ESTE....AINDA MAIS TENDO A OPORTUNIDADE DE CONHECER OUTRO PAIS.... AINDA NÃO CHEGUEI A Espanha, quem sabe este ano? (comecei curtindo as belezas da Italia, ano passado Lisboa) beijocas

Joana Pellerano disse...

Começou bem, Virgínia. Recomendo esticar a próxima viagem até lá ;)