Comendo fora

Sair para comer em restaurante, quem diria, já não é suficiente. A vontade de se divertir por meio da alimentação criou destinos para almoços e jantares sem formalidade, periodicidade e… paredes.
Um exemplo é o Dîner en Blanc, evento que surgiu em Paris em 1988 como um piquenique chique. Para comemorar que estava de volta ao país depois de uma longa temporada, François Pasquier pediu que os amigos se vestissem de branco e o encontrassem para celebrar com uma refeição no parque Bois de Boulogne.
Deu tão certo que até hoje grupos de endinheirados vestidos de branco surgem com mesas, cadeiras, utensílios e, claro, comida e bebida para almoçar em locais públicos em 12 países em todos os continentes, como esse aí da foto. Para participar, é escolher o país, fazer a inscrição online e esperar a sua vez.
O Outstanding in the Field, nascido norte-americano em 1999, tem outra proposta. A ideia das refeições ao ar livre em locais bucólicos é valorizar os ingredientes locais e colocar cozinheiros e comensais em contato com os produtores.
E o Brasil está dentro! O Outstanding in the Field tem sua versão local, batizada de Gastronômade, e uma agenda cheia para março. A lista começa com a chef Roberta Sudbrack, que cozinha sob as nuvens no dia 2 em Mangaratiba (RJ). Em Brasília (DF) tem evento dia 9, com o chef William Chen Yen. No dia seguinte quem faz o almoço é Felipe Rameh, dessa vez em Betim (MG). Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo também estão na lista, e os locais escolhidos para a refeição incluem jardim botânico, resort e fazenda.
E tem também o Fechado para Jantar, que acontece em São Paulo. Segundo o chef Raphael Despirite, o inventor de moda, o evento é o meio termo entre um jantar de restaurante e uma festa em casa.
A cada mês, o endereço muda. Já foram cenário um apartamento no centro da cidade, o Centro de Cultura Judaica e o Estúdio Bola. O próximo acontece em 27 e 28 de fevereiro e 1 de março no Centro Internacional de Teatro Ecum.
E aí, aonde vamos?

Nenhum comentário: